Nike+ vs. RunKeeper Ultimate Smackdown

Nike+ versus RunKeeper Ultimate Smackdown

Terminei o último post falando que iria entrar nos prós e contras dos sistemas Garmin e Nike+, mas alguns problemas neste último fizeram com que eu decidisse testar outros sistemas.

A app (a parte do sistema que roda no celular) do Nike+ é excelente, mas o website não lida muito bem com nada que saia do caminho feliz.

Para ficar só com dois exemplos:

  1. É possível conectar o Garmin Connect ao Nike+. Com isso as corridas registradas num relógio Garmin são importados para dentro do site do Nike+. O problema é que se você tiver estabelecido uma meta/objetivo, ele não é atualizado.
  2. Se por algum motivo você precisar excluir uma corrida, a distância não é subtraída dos totais do período (semana, mês).

Para piorar, se você acionar o suporte da Nike, eles sempre mandam deslogar, limpar os cookies, arquivos temporários, etc e logar novamente. Só que isso nunca resolve o problema. O problema só é resolvido depois que eles mexem em alguma coisa do lado de lá.

Segue um trecho do diálogo de um dia particularmente inspirado…

As coisas chegaram num ponto tal, que eu resolvi buscar alternativas. Durante todo o mês de Maio eu testei o RunKeeper. Entre os meus amigos que estão atualmente logando corridas usando algum sistema, este parece ser o mais utilizado.

O RunKeeper tem uma versão gratuita e outra versão paga que custa 10 doletas por mês ou 40 doletas por ano. Com esse esquema de preços, está claro pra mim, que o que eles querem é te vender a anuidade. A mensalidade está ali só pra fazer você pensar que está fazendo um puta negócio ao comprar um ano inteiro pelo preço de 4 meses. Desconto de 67%? Prefiro acreditar na existência parcelamento no cartão de crédito sem juros. E de gnomos.

Como a idéia era testar o sistema, eu optei, é claro, pela versão gratuita. Durante todo o mês de Maio eu usei o RunKeeper para logar todos os meus treinos e uma prova de 15 milhas.

Durante esse período, eles não perderam absolutamente nenhuma chance de tentar me empurrar a versão paga usando banners no próprio app e uma avalanche de e-mails.

O problema é que a versão gratuita da app e o site são muito fraquinhos… Mas muito! Quando comparado ao ofertado pela Nike (mesmo com o site bugado), a versão gratuita do RunKeeper é de dar dó!

Eu entendo que o RunKeeper precisa fazer dinheiro de algum jeito e que eles não tem toda a musculatura e as outras fontes de receita que a Nike tem, mas essa estratégia de fornecer crippleware pode no longo prazo acabar lhes fazendo mais mal do que bem na medida em que as pessoas tem chance de conhecer outros sistemas que oferecem mais recursos.

Uma trial da versão full provavelmente resolveria o problema. Se é pra ter uma versão gratuita, que ela pelo menos tenha recursos que façam com que eu queira usar o sistema. Uma vez que eu queira usá-lo, pode ser que eu me interesse em ter acesso a outros recursos pelos quais eles poderiam cobrar.

No comparativo entre Nike+ e RunKeeper, mesmo com os bugs no site eu fico com o Nike+.

Neste mês de Junho estou testando a versão gratuita do Strava. Em um post futuro eu conto pra vocês como foi.

Meanwhile, keep running!

Leave a Reply